Portal do Governo Brasileiro

Current Size: 100%

Nova espécie de mamífero da Amazônia é batizado em homenagem ao Saci

Data: 
06/03/2017 - 15:45

Pesquisadores do Museu Goeldi, do Museu Americano de História Natural e da Universidade Federal do Pará (UFPA) descobrem um pequeno marsupial que ocorre nos estados do Pará, Mato Grosso, Rondônia e Acre.

Agência Museu Goeldi – A ciência ampliou novamente o conhecimento sobre a megadiversidade da Amazônia. Uma cientista do Museu Paraense Emilio Goeldi e colegas do Brasil e Estados Unidos acabam de publicar artigo descrevendo uma nova espécie que habita a região. Trata-se de um pequeno marsupial batizado de Monodelphis saci, em homenagem à entidade do folclore brasileiro conhecida por travessuras e por usar um gorro vermelho com poderes mágicos.

O nome “saci” de acordo com Silvia Pavan, autora líder do estudo, se deve ao visual do animal: a tonalidade avermelhada de sua cabeça se destaca diante da cor amarronzada da pelagem de seu corpo. “Escolhi como epíteto específico o nome ‘saci’, em alusão ao capuz vermelho desse personagem, e também como uma forma de homenagem ao folclore brasileiro", conta Silvia, pesquisadora do Museu Goeldi.

Representantes do gênero Monodelphis são popularmente conhecidos como catitas (ou cuícas-de-cauda-curta). São da mesma família do gambá – conhecido na Amazônia como mucura - mas bem menores (variam de 7 a 20 centímetros de comprimento). Possuem hábito terrestre a semi-fossorial, o que quer dizer que apresentam algumas adaptações físicas para cavar e realizar atividades no subsolo. Para a espécie em questão, Monodelphis saci, o comprimento do corpo é de cerca de 10 centímetros.

Pesquisa – Não foi por meios mágicos que o Monodelphis saci se escondeu da ciência até hoje, apesar de sua população ser aparentemente numerosa, e sim por ausência de dados tratados sobre o animal. 

Em 2008, quando ainda era aluna do Mestrado em Zoologia do Museu Goeldi/Universidade Federal do Pará, a Dra. Silvia Pavan analisou dois exemplares do gênero Monodelphis trazidos de uma coleta na Floresta Nacional do Crepori, Itaituba (PA). Ao estuda-los, a pesquisadora identificou um como pertencente à espécie Monodelphis glirina e o outro pertencente a uma espécie ainda sem nome, por possuir características diferentes de outras já registradas.

Silvia só voltou a investigar a questão mais à frente, durante seu doutorado na City University of New York (EUA). Em publicação de 2014, a pesquisadora confirmou, a partir de dados genéticos, que o agora batizado Monodelphis saci representava mesmo uma espécie ainda não descrita.

Durante seu pós-doutorado no Museu Goeldi, Pavan deu prosseguimento ao estudo morfológico detalhado – descrição aprofundada das estruturas físicas do animal, incluindo seu crânio e dentes – para sacramentar que se tratava de uma espécie diferente das encontradas anteriormente. A recente análise incluiu o exame de exemplares tombados em diversas coleções, boa parte deles na própria coleção de mamíferos (mastozoologia) do Museu Goeldi, e contou com colaboração da Dra.  Ana Cristina Mendes, da UFPA.

Desdobramentos - Silvia destaca que a descrição e reconhecimento formal de novas espécies contribuem para o conhecimento básico sobre a diversidade e distribuição da fauna na Amazônia na atualidade. A partir daí, vários caminhos se abrem, “incluindo a possibilidade de estudos de cunho evolutivo e biogeográfico (buscando entender a origem e distribuição de tal diversidade) e de conservação (implementação de políticas públicas que apontem áreas de grande diversidade biológica, prioritárias para a conservação)” explica Silvia.

Silvia Pavan é pesquisadora-bolsista do Programa de Capacitação Institucional do Museu Goeldi e desenvolve projeto que, entre outros objetivos, procura analisar a morfologia e providenciar a descrição formal de novas espécies de marsupiais, previamente identificadas por estudos de filogenia molecular na coleção de mastozoologia do MPEG. O Monodelphis saci é a primeira espécie descrita como resultado desse trabalho.

Texto: Uriel Pinho

Galeria de Imagens: 

[Voltar]

X
Digite seu nome de usuário Museu Paraense Emílio Goeldi .
Digite a senha da sua conta de usuário.
Carregando