Urna funerária Guarita, Arqueologia, MPEG/MCT (fotografia de Vera Guapindaia).

1976 - Programa de pesquisas arqueológicas

Em 1976, teve início o Programa Nacional de Pesquisas Arqueológicas da Bacia Amazônica (PRONAPABA), seguindo programa semelhante realizado na década de 1960. O PRONAPABA foi o maior programa de pesquisas arqueológicas já realizado na região, sob a coordenação de Mário Simões, do Museu Goeldi. Em convênio com instituições estrangeiras e brasileiras, Simões liderou extensivas pesquisas nos estados da região Norte e Mato Grosso, especialmente ao longo dos tributários da margem direita do Amazonas. Foram 5 anos de estudos e 21 áreas selecionadas, ampliando muito as informações disponíveis sobre a pré-história amazônica.