Estação Científica Ferreira Penna, na Floresta Nacional de Caxiuanã
(fotografia de Janduari Simões).

1993 - Estação Científica Ferreira Penna

Ainda no século XIX, Emílio Goeldi, então diretor do Museu Paraense, tentou adquirir uma área conservada destinada à pesquisa. Essa iniciativa permaneceria sem resposta até 1990, quando o Museu, na gestão de Guilherme de La Penha, colocou uma equipe em campo à procura da área ideal. A Floresta Nacional de Caxiuanã, a 400 km de Belém, foi a área escolhida para sediar a Estação Científica Ferreira Penna. Parte da floresta foi cedida pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (IBAMA) e o Governo Britânico apoiou a construção de uma das melhores bases científicas instaladas em áreas florestais. A Estação foi inaugurada em outubro de 1993.