Você está aqui: Página Inicial > “Salão 150 anos” se despede da Rocinha

Agência de Notícias

“Salão 150 anos” se despede da Rocinha

Inaugurada em 2016, a mostra comemorativa é dedicada às ações, itens, fotos e vídeos especiais do aniversário de 150 anos do Museu Goeldi e encerra suas atividades neste final de semana. A exposição também abriga o “Museu e Você”, um mural afetivo formado por fotografias feitas por visitantes da instituição.
publicado: 28/09/2018 17h00 última modificação: 01/10/2018 17h30
“Salão 150 anos” se despede da Rocinha

“Salão 150 anos” se despede da Rocinha

Agência Museu Goeldi – Os visitantes do Parque Zoobotânico do Museu Paraense Emílio Goeldi têm até domingo (30) para conhecer ou relembrar o “Salão 150 anos”, no Pavilhão Domingos Soares Ferreira Penna – Rocinha. Uma nova exposição já está sendo preparada para o espaço e fará parte da programação do Arte Pará 2018, com inauguração prevista para o dia 11 de outubro.

O “Salão 150 anos” foi aberto em outubro de 2016, durante as comemorações do sesquicentenário do Museu Goeldi, e proporciona aos visitantes um passeio pela história da mais antiga instituição científica da Amazônia, apresentando momentos importantes da sua trajetória e algumas curiosidades, como as transformações da logomarca do MPEG ao longo do tempo.

“Museu e Você” – Além da história institucional, a mostra proporciona uma experiência interativa cheia de afeto. Como parte da exposição, mais de 70 fotografias formam o mural “Museu e você”, no qual visitantes e funcionários podem deixar fotos de suas vivências no Museu Goeldi, que registram diversos momentos.

“Muitas pessoas, que não tiveram a oportunidade de fazer uma foto no cavalinho ou em outros cenários do Parque Zoobotânico, fizeram questão de fazer agora, mesmo que não seja na infância. Isso demonstra o grande laço de afeto e pertencimento do visitante com a instituição”, destaca Wanda Okada, Coordenadora de Museologia do Museu Goeldi.

De acordo com Wanda Okada, o acervo fotográfico do mural “Museu e Você” e a maquete tátil serão guardados nas dependências do Parque Zoobotânico. Posteriormente será criado um “Mural Virtual” com as fotografias que estão no painel. “O ‘Salão 150 anos’ não termina, apenas o espaço físico fecha. Iremos, também, fazer um banner e colocar como forma de agradecimento à contribuição das comunidades para a mostra”, acrescenta Okada.