Você está aqui: Página Inicial > Assuntos > Ciência, Educação e Natureza nas escolas de Caxiuanã
conteúdo

Agência de Notícias

Ciência, Educação e Natureza nas escolas de Caxiuanã

Em colaboração com escolas rurais dos municípios de Melgaço e Portel, o Museu Goeldi desenvolve no final de junho a 7ª Feira de Ciências das Escolas da Floresta Nacional de Caxiuanã, onde estudantes apresentam projetos científicos para serem avaliados por educadores, que seguem em caravana pelos rios da região
publicado: 23/06/2017 17h45, última modificação: 15/01/2018 13h58
Exibir carrossel de imagens Janine Valente Estudantes apresentam projetos durante a Feira de Ciências

Estudantes apresentam projetos durante a Feira de Ciências

Agência Museu Goeldi - Na Floresta Nacional (Flona) de Caxiuanã, no arquipélago do Marajó (PA), é pelos rios que uma caravana de educadores do Museu Paraense Emílio Goeldi e seus colaboradores chegam às escolas rurais da região para a Feira de Ciências das Escolas da Flona de Caxiuanã. No período de 23 a 30 de junho, as comunidades florestais celebram o encontro de ciência, educação ambiental e história. O financiamento é do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Estudantes apresentam projetos durante a Feira de CiênciasA Feira de Ciência é uma ação do Programa de Educação da Estação Científica Ferreira Penna, base que o Museu Goeldi mantém na Floresta de Caxiuanã. Entre as novidades deste ano, a seleção de bolsistas de iniciação científica (nível fundamental) e um novo projeto de energias renováveis - tema surgido em decorrência de uma oficina realizada na Magnet School, da cidade Norwalk, em Connecticut, Estados Unidos, e que contou com estudantes da Escola “São Sebastião”, de Portel (PA). Os estudantes fizeram parte do Intercâmbio Cultural e Científico promovido pelo projeto “LifeLines: Aspectos Vitais”, financiado pelo Departamento de Estado dos EUA e desenvolvido pelos  museus Goeldi e Stepping Stones.

Programação - Ao longo da semana, as comunidades do município de Melgaço apresentarão os trabalhos “Produtos Derivados da Mandioca”, “Resgate do Artesanato” e “Timbó”. Já as comunidades de Portel apresentarão os seguintes projetos: “Plantas Medicinais”, “Plantio de Frutíferas”, “Energias Renováveis”, “Reciclagem na Escola e “Da flor de mururé ao ‘temível’ barranco”.

Os projetos e seus resultados são expostos pelos escolares durante a Feira de Ciências, ao longo de uma semana, quando são avaliados por uma equipe de pesquisadores, professores e estudantes de licenciatura convidados pelo MPEG. Os avaliadores levam sugestões para a continuidade dos projetos, encorajando que os estudantes aprimorem suas pesquisas.

Este ano, a caravana de educadores inclui também Nilson Gabas Jr., diretor do Museu Goeldi, e Maria Emília Sales, Coordenadora de Comunicação e Extensão da Instituição.

Feira de Ciências também inclui apresentações culturaisFeira de Ciências – É realizada anualmente desde 2012, com o objetivo de incentivar, no ambiente escolar, o exercício de habilidades de elaboração de projetos e a utilização do método científico, em pesquisas voltadas para a realidade das comunidades. Assim, os estudantes podem propor alternativas e soluções para problemas locais.

Junto com as Olímpiadas de Ciência da Flona de Caxiuanã, a Feira de Ciências é uma das principais atividades anuais do Programa de Educação do Museu Goeldi na Flona. O programa atende anualmente cerca de 700 estudantes de 12 escolas de áreas rurais de Portel e Melgaço e tem como principal objetivo dar suporte à educação científica e ambiental nos currículos escolares, estimular o envolvimento das comunidades na vida escolar e valorizar a memória e modos de vida dos habitantes da Floresta Nacional de Caxiuanã.

Por meio do financiamento do CNPq, o programa de Educação do MPEG agregou ao evento uma seleção de estudantes para o recebimento de bolsas de iniciação científica. Durante um ano, os estudantes selecionados receberão uma bolsa no valor de R$150,00 mensais. Os bolsistas são orientados por professores de suas escolas em sistema de co-orientação com pesquisadores do Museu Goeldi e instituições de pesquisa parceiras.

Texto: Uriel Pinho

Serviço

Programação da Feira de Ciências das Escolas da Flona de Caxiuanã 2017

Melgaço

23/06 - Abertura da Feira de Ciências

#Escola São Sebastião - Comunidade do Caxiuanã | 9:00h

Projeto: Produtos Derivados da Mandioca

Programação Cultural


24/06 Manhã

#Escola Fazenda do Laranjal |9:00h

Projeto: Resgate do Artesanato


24/06 - Tarde

#Escola Nossa Senhora da Conceição - Comunidade Pracupijó |14:30h

Projeto: Timbó

Programação Cultural


Portel

25/06 Tarde

#Escola Padre Antônio Vieira - Comunidade Pracajurá |14:30h

Projeto: Plantas Medicinais

Programação Cultural


26/06 Manhã

#Escola Santo Antônio - Comunidade Vila do Brabo | 9:00h

Projeto: Plantio de Plantas Furtíferas

Programação Cultural


26/06 Tarde

#Escola São Sebastião - Comunidade São Sebastião |14:30h

Projeto: Energias Renováveis

Programação Cultural


27/06 Manhã

#Escola Irmã Estefânia Monteiro - Comunidade Vila Santo Amaro |9:00h

Projeto: Reciclagem na Escola

 

27/06 Tarde

#Escola Chico Mendes / Boca do Rio Pracupi |14:30h

Projeto: Da flor de mururé ao “temível” barranco

Encerramento da Feira de Ciências

29 e 30/06 

Estação Científica Ferreira Penna

Análise da Feira de Ciências com a equipe de Avaliadores e professores das escolas participantes.