Você está aqui: Página Inicial > Assuntos > Coleções > Biológicas > Zoologia > Coleção Ornitológica

Coleção Ornitológica

A história da ornitologia no Brasil se confunde com a história da formação e consolidação da coleção ornitológica do MPEG. Iniciada no final do século XIX por Emílio Goeldi como a primeira coleção ornitológica científica do Brasil e consolidada a partir de 1905 por Emilie Snethlage, a coleção de aves do MPEG alcançou, desde seu início, uma grande importância a nível internacional no estudo da avifauna Amazônica. Após a fase de reestruturação do MPEG em 1955, a situação não foi diferente. Sob a curadoria do Dr. Fernando C. Novaes (1955 – 1997), a coleção de aves do MPEG foi ampliada e modernizada nos melhores moldes internacionais, tendência continuada pelos três curadores que seguiram: David C. Oren (1997-2001), Maria Luiza Videira (2001-2005) e Alexandre Aleixo (a partir de 2005).

Atualmente, além de contar com o segundo maior acervo ornitológico nacional (aproximadamente 80.000 peles, 12.850 peças de meio líquido e 4.000 esqueletos), as coleções de aves do Museu Paraense Emílio Goeldi (MPEG) possuem a maior coleção de tecidos de aves silvestres do Brasil, com mais de 27.500 amostras, seguindo, portanto, a tendência mundial de integrar acervos tradicionais à acervos voltados ao estudo de sistemática molecular e genética populacional.

Para se ter uma ideia do impacto das coleções ornitológicas do MPEG nos cenários nacional e internacional, só nos últimos cinco anos, 16 novas espécies de aves desconhecidas da ciência foram descritas com base em material depositado no MPEG, aumentando significativamente o acervo de espécimes tipo da coleção para 120 holótipos e parátipos. Além da descrição de novos táxons, as coleções ornitológicas do MPEG serviram de base, nesse período, para mais de 100 publicações sobre anatomia, taxonomia, sistemática molecular, distribuição, biogeografia e ecologia de aves, sobretudo da região Amazônica. Nesse mesmo período, foram feitas mais de 150 visitas e/ou empréstimo de material da coleção a pesquisadores e alunos brasileiros de outros estados além do Pará e estrangeiros.

Alunos de pós-graduação da Universidade Federal do Pará (UFPA) e de outras instituições de ensino superior de todo o Brasil e do exterior, interessados em sistemática, biogeografia e anatomia de aves, se utilizaram de material depositado nas coleções de aves do MPEG para confecção de suas respectivas monografias de graduação, dissertações de mestrado e teses de doutorado, num total de mais de 100 trabalhos concluídos nos últimos 5 anos apoiados com acervos da coleção. No contexto regional, além de contribuir para a formação de alunos de graduação e pós-graduação nas áreas de zoologia e ciências biológicas da UFPA, as coleções de aves do MPEG, representadas pela coleção didática, têm contribuído para o aprimoramento da qualidade do ensino fundamental e médio de ciências biológicas e educação ambiental no estado do Pará. Os espécimes depositados na coleção didática (preparados com taxidermia artística) vêm sendo utilizados como recursos didáticos em mini-exposições escolares e como peças para composição de cenários teatrais com temas ecológicos e também para a elaboração de kits educativos. 

Curador: Alexandre Aleixo (aleixo@museu-goeldi.br)

Para dados mais completos ou outro tipo de acesso, favor entrar em contato com a curadoria do acervo.

Acervo

 1. Ninhos e Ovos                          

 2. Anatômica                            

 3. Peles                           

 4. Osteológia