Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Campanha levou presentes a 850 crianças que moram em área de floresta nacional
conteúdo

Agência de Notícias

Campanha levou presentes a 850 crianças que moram em área de floresta nacional

Natal Solidário’ mobilizou visitantes e colaboradores do Museu Goeldi, UFPA e Rádio Margarida. Famílias ribeirinhas de Caxiuanã foram presenteadas no Natal
publicado: 28/12/2015 16h45, última modificação: 09/03/2018 12h58

Agência Museu Goeldi - A campanha “Natal Solidário” teve seu objetivo alcançado em 2015. No total, 850 crianças de 10 comunidades ribeirinhas da Floresta Nacional de Caxiuanã receberam brinquedos, roupas, livros e calçados do Papai e Mamãe Noel. A dupla deixou de lado o tradicional trenó e foi de barco visitar a garotada. Enfrentou os cerca de 330 quilômetros que separam a capital paraense dos municípios de Portel e Melgaço, no arquipélago do Marajó, onde está localizada a Flona.

Os presentes foram doados por visitantes e colaboradores do Museu Paraense Emílio Goeldi, bem como por colaboradores e parceiros do Clube de Ciências da UFPA, da Universidade do Estado do Pará, do Instituto Evandro Chagas e da ONG Rádio Margarida - entre eles, a empresa TransUrb. Neste Natal, a ação, que é realizada há 11 anos pelo MPEG, contou com o apoio da Associação dos Servidores da instituição na organização.

Entrega - Pouco mais de 24 horas foi o tempo necessário para que as doações chegassem à Estação Científica Ferreira Penna, unidade de pesquisa do Museu Goeldi na Flona de Caxiuanã. Lá, um a um, os presentes e kits de lanche, fornecidos pelas empresas Marisa, Universo Micos e Hileia, foram cuidadosamente embalados.

Em rabetas (pequenas embarcações com motor), e sempre acompanhado da Mamãe Noel, o bom velhinho iniciou o trajeto de entrega por entre os braços de rio. Seu primeiro destino foi a comunidade Anjo da Guarda (Portel), onde também estavam as crianças das comunidades São Tomé e Santa Maria. Todos aguardavam ansiosos a chegada dos visitantes.

Ao desembarcarem, o casal Noel foi recebido pelas crianças com faixas, balões e muito entusiasmo. No instante em que receberam os brinquedos, trataram de dar início à brincadeira. No mesmo dia, as comunidades São Sebastião e Santo Antônio também foram visitadas.

No dia seguinte, Papai e Mamãe Noel deslocaram-se até a comunidade Pracajurá, em Portel. Além dos brinquedos, sapatos e sandálias foram entregues aos pequenos de pés descalços. A distribuição de presentes se repetiu nas comunidades Pracupijó, Lago do Camuim, Pedreira-Laranjal e Caxiuanã, em Melgaço.

Foram 5 dias locomovendo-se de comunidade em comunidade para levar alegria às crianças. As entregas foram encerradas no abrigo Ágape da Cruz, em Portel.

Esforço solidário - Socorro Andrade, técnica do Museu Goeldi e especialista em Educação Ambiental, é uma das idealizadoras da campanha. Ela conta que houve dificuldades no processo de arrecadação de brinquedos. Porém, a solidariedade fez a diferença para as crianças beneficiadas. “As dificuldades foram muitas, até os últimos instantes. O sucesso desta campanha dependeu do coração solidário de cada um de nós. Conseguimos atingir a nossa meta de 850 brinquedos, por meio de pequenos gestos que geram grandes transformações na vida das crianças das comunidades ribeirinhas da Flona de Caxiuanã. A solidariedade é um dos mais belos sentimentos e se manifesta no ato de ajudar o próximo”, disse.

A organização da campanha teve a colaboração de aproximadamente de 15 voluntários, que também se revezaram nos papéis de Mamãe e Papai Noel.

 

Texto: Mayara Maciel