Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Celebre os 123 anos do mais antigo zoobotânico brasileiro neste domingo (19)

Agência de Notícias

Celebre os 123 anos do mais antigo zoobotânico brasileiro neste domingo (19)

Fundado em 1895 pelos suíços Emílio Goeldi e Jacques Huber, o Parque Zoobotânico do Museu Goeldi celebra seu aniversário convidando seus visitantes para compartilhar um bolo de flores e se divertir com atividades lúdicas sobre o ambiente e a ciência na Amazônia.
publicado: 17/08/2018 16h51 última modificação: 20/08/2018 16h35

Agência Museu Goeldi – Valorizando a identidade amazônica, ele desponta como um oásis no centro de Belém (PA), entre prédios e um intenso tráfego de veículos. Nos 5,4 hectares do Parque Zoobotânico do Museu Paraense Emílio Goeldi é possível encontrar mais de três mil animais, pertencentes a 100 espécies, vivendo em um jardim histórico com mais de duas mil árvores, cipós e arbustos, que representam 500 espécies botânicas. No roteiro, os visitantes também aprendem diferentes temas sobre a aventura do conhecimento sobre a Amazônia. Neste domingo (19), este coração verde da capital paraense vai pulsar festivamente com uma programação especial que comemora os 123 anos de criação desse espaço tão querido pela população.

Macaco Ximbica guiará os visitantes por trilha sobre a história do Parque“O Museu Emílio Goeldi, especialmente o Parque Zoobotânico, tem uma relação histórica com a população. Não só com os turistas, mas com as pessoas de Belém e do interior do Pará. Alguns visitam o parque buscando animais exóticos, mas a proposta sempre foi mostrar o que é da Amazônia. O papel do Parque na educação ambiental é fundamental e é muito importante para a valorização das espécies, principalmente as ameaçadas de extinção”, destaca a bióloga e chefe substituta do Parque Zoobotânico, Thatiana Figueiredo.

Programação – A manhã deste domingo promete ser agitada no Parque Zoobotânico. A programação de aniversário começa às 10h30 com o Programa Natureza. Comandado pelo Macaco Ximbica e sua turma, a ação educativa é uma das mais conhecidas do Museu Emílio Goeldi. Além do programa de auditório, os visitantes vão poder participar de uma trilha pelos principais pontos do parque, incluindo o Aquário Amazônico Jacques Huber. A atividade será finalizada com uma peça teatral e um sorteio de brindes.

O já tradicional bolo de flores é um dos destaques deste domingoNo fim da manhã, todos serão convidados a cantar os parabéns para o Parque Zoobotânico, em volta do bolo de flores que, neste ano, estará montado na clareira da samaúma jovem, próximo ao portão da Travessa Nove de Janeiro.

Exposição – Entre as atrações disponíveis, os visitantes também terão a chance de conhecer a nova exposição do Museu Emílio Goeldi, no Pavilhão Domingos Soares Ferreira Penna (Rocinha): “Os Kayapó e Yairati. Saberes e lutas compartilhadas”.

O povo indígena Mebêngôkre-Kayapó somam hoje mais de 11 mil indivíduos habitando um território que inclui ambas as margens do rio Xingu, no Pará, e o norte do Mato Grosso. Esse povo milenar e guerreiro é o foco da exposição que resgata ainda o legado científico, político e jurídico do Projeto Kayapó, um amplo estudo multidisciplinar coordenado pelo biólogo e antropólogo Darrell Posey (1947-2001), conhecido entre os Mebêngôkre como Yairati.

 

Texto: Phillippe Sendas e Karolina Pavão.

 

Serviço | Comemoração dos de 123 anos do Parque Zoobotânico do Museu Goeldi

Data: 19 de agosto de 2018 (domingo), a partir das 10h30.

Programação: bolo de flores, trilhas e brincadeiras com a turma do Programa Natureza.

Local: Parque Zoobotânico do Museu Goeldi (Av. Magalhães Barata, 376 - São Bráz, Belém – PA).