Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Nos 400 anos de Belém, Fafá de Belém visita Parque Zoobotânico e reforça campanha ‘Abrace o Museu Goeldi’
conteúdo

Agência de Notícias

Nos 400 anos de Belém, Fafá de Belém visita Parque Zoobotânico e reforça campanha ‘Abrace o Museu Goeldi’

Esta terça a cantora visita área verde e grava vídeo pela campanha de financiamento coletivo que quer revitalizar o Parque Zoobotânico - e marca os 150 anos da instituição.
publicado: 11/01/2016 19h00, última modificação: 09/02/2018 15h24

Agência Museu Goeldi - A cantora paraense Fafá de Belém estará na tarde desta terça, 12 de janeiro, participando de uma agenda especial dentro do dia do aniversário de 400 anos de Belém. Às 15h, ela visitará o Parque Zoobotânico do Museu Paraense Emílio Goeldi, na avenida Nazaré, em São Brás. Fafá se encontrará com a diretoria da instituição e ainda gravará um vídeo para a campanha que pretende revitalizar as instalações da área verde de 5,4 hectares localizada no centro de Belém. A cantora passou a ser a madrinha da campanha - e recentemente postou vídeo nas redes sociais chamando os paraenses a participarem do esforço pelo Parque Zoobotânico.

Campanha Abrace o Museu GoeldiA campanha “Abrace Museu Goeldi” é resultado do programa ProGoeldi, que tem o objetivo de captar e gerir recursos para as comemorações dos 150 anos da instituição, lembrados em 2016. O ProGoeldi é uma iniciativa da sociedade civil coordenada por uma parceria do Museu Goeldi com o Instituto Peabiru.

Campanha - A campanha de financiamento coletivo online (crowdfunding) para a revitalização do Parque Zoobotânico do Museu Paraense Emílio Goeldi (MPEG) encerra esta semana. As doações podem ser feitas até a próxima sexta, 15 de janeiro. Com o tema “Abrace Museu Goeldi”, a iniciativa – que integra as comemorações pelos 150 anos da instituição, celebrados em 2016 – vem desde novembro convocando a participação de interessados em ajudar o Museu Goeldi. Para contribuir com a captação de recursos para melhorias no Parque Zoobotânico, basta acessar o endereço http://www.kickante.com.br/campanhas/de-vida-ao-progoeldi.

A campanha “Abrace Museu Goeldi” pretende arrecadar R$ 60 mil para os esforços de revitalizar o Parque. O projeto alia as comemorações dos 150 anos do Museu Goeldi às celebrações pelos 400 anos da cidade de Belém, beneficiando um dos mais reconhecidos cartões postais da cidade. Localizado no bairro de São Brás, o Parque Zoobotânico do Museu Goeldi recebe em média 300 mil visitantes por ano. O espaço verde encravado no centro de Belém abriga espécies animais e vegetais da Amazônia, além de prédios históricos e espaços de exposição. A área e a sede dos programas de educação ambiental do Museu Goeldi.

Parque Zoobotânico é um dos pratrimônios da cidade de Belém150 anos do Goeldi – Os preparativos para o aniversário da instituição de ciência mais antiga da Amazônia começaram ainda no final de 2015. Em uma parceria do Museu Goeldi com a Prefeitura de Belém, a calçada de pedras portuguesas que circunda o espaço está sendo reformada. Por sua vez, as luminárias ao redor da área verde do Museu Goeldi já foram substituídas por modelos mais eficientes e econômicos, ainda no final do ano passado. Em 2016, o Parque também vai realçar as suas cores com o projeto “Tudo de cor para você”, das Tintas Coral. Os muros da fachada e os prédios internos vão receber nova pintura nos tons tradicionais da instituição.

Uma das maiores atrações do Parque Zoobotânico, o aquário Jacques Huber também será reaberto depois de um período de reformas. Considerado o mais antigo aquário público do Brasil, o espaço foi inaugurado em 1911. A partir do apoio de outras instituições e grupos e da iniciativa privada, planeja-se ainda revitalizar outros espaços do Museu, como o Centro de Exposições Eduardo Galvão (em construção), o Espaço Raízes e os viveiros de animais - como o tanque do Pirarucu. 

Para discutir o apoio à revitalização dos espaços do Museu Goeldi em seus 150 anos, ainda em dezembro também estiveram no Parque Zoobotânico representantes de empresas e associações locais e nacionais. Entre elas, o Banpará, a Agropalma, a CELPA, o BNDES, Vale S.A. e o Grupo Votorantim, além do Sindicato das Indústrias Minerais do Estado do Pará (Simineral).