Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Pesquisador realiza palestra no Museu Goeldi sobre Tatu-canastra
conteúdo

Agência de Notícias

Pesquisador realiza palestra no Museu Goeldi sobre Tatu-canastra

publicado: 15/01/2015 17h00, última modificação: 09/02/2018 12h22

Agência Museu Goeldi – Nesta sexta-feira, 16, acontecerá no Campus de pesquisa do Museu Goeldi a palestra do pesquisador Arnaud Léonard, do Departamento de Pesquisa e Conservação da Royal Society Zoological of Scotland.

A palestra será sobre o Projeto Tatu-Canastra, que Léonard coordena e desenvolve no Pantanal, e apresentará os diferentes componentes de um projeto de conservação. O evento tem como objetivo principal a educação ambiental e será gratuito e aberto a todos os públicos, no Auditório Paulo Cavalcante do Campus de Pesquisa do Museu Paraense Emilio Goeldi. Durante a atividade serão distribuídas cartilhas de educação ambiental.

Tatu-canastra – O Projeto Tatu-Canastra é pioneiro em se dedicar ao estudo no Pantanal Brasileiro dessa espécie que, em razão de seus hábitos subterrâneos e baixa densidade populacional, ainda é pouco conhecida. Cientificamente conhecido como Priodontes maximus, o tatu-canastra ou tatuaçu é o maior das espécies de tatu, podendo atingir 1 metro de comprimento. 

Moradores de grande parte da América do Sul cisandina, esses animais estão ameaçados de extinção devido à caça humana para obtenção de carne e pelo desmatamento de seu habitat. Atualmente o tatu-canastra é protegido na Unidade de Conservação do Parque Nacional do Pantanal Matogrossense.

Para mais informações sobre a espécie e o Projeto Tatu-Canastra acesse o endereço: http://www.canalciencia.ibict.br/pesquisa/0254-Projeto-Tatu-Canastra.html

 

Serviço

Palestra: Tatu-canastra no Pantanal

Ministrante: Arnaud Léonard Jean Desbiez, do Departamento de Pesquisa e Conservação da Royal Society Zoological of Scotland.

Data: 16 de janeiro de 2015

Horário: 10h.

Local: Auditório Paulo Cavalcante do Campus de Pesquisa (Av. Perimetral 1601, Terra Firme)

 

Texto: Lorena do Couto