Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Seminário discute restauração florestal em áreas de mineração

Agência de Notícias

Seminário discute restauração florestal em áreas de mineração

publicado: 21/02/2019 11h30 última modificação: 21/02/2019 11h47

Agência Museu Goeldi – O Consórcio de Pesquisa em Biodiversidade Brasil-Noruega (BRC) realiza na próxima terça-feira (26) um evento que discutirá os critérios e indicadores para a restauração florestal em áreas degradadas pela mineração de bauxita no Pará. O seminário de pesquisa será na Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA), Campus de Paragominas, no sudeste paraense.

O evento contará com a participação de pesquisadores do Museu Paraense Emílio Goeldi, Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA), Universidade Federal do Pará (UFPA), Universidade de Oslo (UiO) e a mineradora Hydro. A proposta é reunir experiências técnicas e acadêmicas sobre a restauração florestal em áreas degradadas pela mineração de bauxita no Pará, buscando harmonizar os principais indicadores em diferentes técnicas de recuperação e tempos de implantação, em diversos lugares do estado.

O projeto Interações Biológicas participará com a palestra “Como as redes de interações podem contribuir para o monitoramento do sucesso da restauração”. Ela será proferida pelo Dr. William Sabino, pós doutorando do projeto.

Consórcio – Fundado a partir de acordo assinado em 2013, o Consórcio de Pesquisa em Biodiversidade Brasil-Noruega (BRC) foi criado com o objetivo de compreender a biodiversidade da Amazônia, o impacto das mudanças climáticas na região e os desafios para a sua preservação. O consórcio reúne instituições de pesquisa e da indústria voltadas para a produção de conhecimento e para a construção de uma sociedade sustentável.

Os estudos desenvolvidos pelo consórcio têm norteado e apoiado projetos e ações que envolvem pesquisas e monitoramento da biodiversidade em áreas mineradoras e arredores, estudos sobre fluxos de gases de efeito estufa e pegada de carbono relacionados a operações de mineração, restauração de florestas tropicais – incluindo restauração da biodiversidade e solos florestais. A proposta é desenvolver pesquisas nessas áreas, fortalecer parcerias entre instituições científicas e indústria e integrar estudantes de pós-graduação em pesquisa e desenvolver intercâmbio.

Parte dessa produção poderá ser conferida durante o seminário, que terá em sua programação palestras, mesas-redondas, exposição de estudos e atividades em grupos de trabalho. As principais linhas de discussão giram em torno dos temas: construção do solo pós mineração, técnicas de recuperação mais utilizadas e monitoramento e avaliação da recuperação.

 

Serviço | Seminário de pesquisa: critérios e indicadores para a restauração florestal em áreas degradadas pela mineração de bauxita no Pará.

Dia: 26 de fevereiro de 2019.

Horário: 8h às 18h.

Local: Universidade Federal Rural da Amazônia – Campus de Paragominas.

 

Programação

8h – Abertura

8h40 – Mesa redonda 1 | Construção do solo pós mineração

9h30 – Mesa redonda 2 | Técnicas de recuperação mais utilizadas – Experiências e avaliação

10h20 – Coffee Break e Exposição dos trabalhos do BRC

10h50 – Mesa redonda 3 | Monitoramento e avaliação da recuperação – Principais indicadores recomendados

12h30 – Intervalo para o almoço

13h30 – Atividades dos Grupos de Trabalho

15h30 – Coffee Break e Exposição dos trabalhos do BRC

16h – Plenária para apresentação dos trabalhos dos GTs

18h – Encerramento