Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Vai começar a 12ª Primavera dos Museus!

Agência de Notícias

Vai começar a 12ª Primavera dos Museus!

Aliado às centenas de museus e institutos culturais do Brasil, o Museu Emílio Goeldi convida o público para participar de uma programação especial que reúne seminário, oficina, exposição e visitas guiadas. As atividades começam nesta terça-feira (18).
publicado: 14/09/2018 17h39 última modificação: 14/09/2018 17h52

Agência Museu Goeldi – A primavera não é apenas a estação das flores. Para as instituições museais do Brasil, o período tem um significado especial: é quando se realiza a Primavera dos Museus. Anualmente, o Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM) promove o ciclo de programações diversificadas, onde museus de todo o país buscam estimular a visitação pública aos espaços. No Museu Paraense Emílio Goeldi (MPEG), a programação vai do dia 18 a 21 de setembro, com atividades no Campus de Pesquisa e no Parque Zoobotânico.

Com o tema "Celebrando a Educação em Museus", a 12ª edição do evento tem como foco divulgar as funções educativas que os museus possuem em diferentes áreas de conhecimento e expor a importância e o valor das memórias e do patrimônio cultural musealizado. Além de apresentar o Caderno da Política Nacional de Educação Museal (PNEM), documento que embasa a campanha deste ano, o Museu Goeldi busca popularizar o campo da educação museal a partir das ações realizadas pela instituição, por seus parceiros e pela PNEM. É uma forma de apresentar e trabalhar a sua relevância na interpretação e valorização do patrimônio e na formação da memória amazônica.

“A gente faz um movimento muito forte para trabalhar não somente com os museus de ciência, mas também com os ecomuseus, os pontos de memória, pontos de cultura, os museus do interior do estado. Estamos tentando fortalecer essa rede dentro da própria Amazônia”, afirmaLúcia Santana, coordenadora do Serviço de Educação do MPEG, que reforça o apoio a espaços de educação não formais como um dos meio de disseminação do conhecimento museológico.

Integrando as atividades desenvolvidas pelo Museu, estarão presentes representantes da Universidade Federal do Pará (UFPA), Universidade do Estado do Pará (UEPA), Rede de Educadores de Museus do Pará (REM PA) e a entidade “Ame o Tucunduba”, além de integrantes da equipe do Goeldi.

“O Museu é um centro, um espaço de conhecimentos. É possível se trabalhar com instituições universitárias e até entidades não governamentais e representações de segmentos sociais. Isso porque as pessoas estão muito carentes e querem também construir, querem trabalhar em prol de um beneficiamento mais coletivo, tanto ambientalmente quanto popularmente”, explica Lúcia.

Programação – A primeira atividade da Primavera dos Museus no MPEG será a oficina experimental de educação ambiental “A sustentabilidade começa em casa”, que começa nesta terça-feira (18), no Campus de Pesquisa. Coordenada por Hilma Guedes(SEEDU/MPEG), a atividade tem como objetivo ampliar o conceito de sustentabilidade das donas e donos de casa ensinando técnicas de reciclagem. Outro ponto abordado será a teorização da educação ambiental e discussões sobre a legislação de resíduos sólidos.

Na manhã de quinta-feira (20) ocorre o seminário “Educação em museus”, no auditório Alexandre Rodrigues Ferreira, no Parque Zoobotânico. Nele as formas de educação no Museu Goeldi serão abordadas em seis atividades distintas. Inicialmente haverá a apresentação do Caderno de Política Nacional de Educação Museal, por Lúcia Santana (SEEDU/MPEG) e Thomaz Xavier (REM-PA). Ambos irão realizar uma apresentação geral sobre o significado e a construção do documento, que está embasando o tema da Primavera dos Museus deste ano.

Após eles, será a vez da professora Maria das Graças, ex-bolsista de capacitação institucional do MPEG, apresentar os resultados do projeto que desenvolveu a partir dos kits educativos criados pelo Clube do Pesquisador Mirim. Durante a exibição, o público presente poderá saber como foi a recepção de professores e alunos do ensino fundamental e médio aos materiais educativos do Clube e como possibilitaram abordar temas, como a arqueologia.

Em seguida, o professor Fabrício Mendes mostra os efeitos do projeto de visitação em parques zoológicos “Educação Ambiental, Ecologia e Zoologia na Amazônia”, onde alunos do curso de Turismo da UFPA realizam vivências no Parque do MPEG, como o acompanhamento de turistas.

Ainda dentro do seminário, Luíz Videira (SEEDU/MPEG), coordenador do Clube do Pesquisador Mirim, irá falar um pouco sobre a sua experiência como biólogo. A proposta é mostrar como diversas formações profissionais podem desenvolver atividades educativas.

A bióloga e educadora Filomena Secco apresenta o projeto  Potencialização e valorização do idoso, que há 13 anos se compromete em trazer atividades que reconhecem e valorizam a importância e sabedoria dos mais velhos para a sociedade.

A oceanógrafa Micaela Valentim também participa apresentando o projeto Fala Tucunduba, criado pela entidade “Ame o Tucunduba”, que busca discutir questões envolvendo os recursos hídricos, principalmente nos rios urbanos de Belém.

Finalizando o seminário, Joice Santos e Jéssica Brigido falam sobre as experiências do Laboratório de Multimídia do MPEG, destacando o desenvolvimento de trilhas e uso de dispositivos móveis em processos educativos do Museu Goeldi.

Ainda no dia 20, em frente ao auditório Alexandre Rodrigues Ferreira, estará acontecendo a exposição “Os projetos de educação do Museu Goeldi”, onde serão exibidos painéis, cartilhas e livros de outros projetos da instituição, além dos apresentados no seminário.

Na tarde de quinta (20) e na manhã de sexta-feira (21), serão realizadas visitas guiadas no Pavilhão Domingos Soares Ferreira Penna (Rocinha) e no Aquário Jacques Huber, voltadas para grupos escolares e participantes do seminário.

Mais informações sobre a programação podem ser acessadas no link.

Caderno – O Caderno da Política Nacional de Educação Museal reúne os princípios e diretrizes da política pública voltada ao setor de museus brasileiros, instituída no ano passado. Traz também um breve histórico sobre educação museal no Brasil, um resumo do processo de construção participativa da PNEM e conceitos-chave que devem guiar o trabalho nesta área.

O trabalho contou com a participação de servidores do Ibram, educadores e outros profissionais do setor museológico, Redes de Educadores em Museus, professores, estudantes e usuários de museus interessados na organização, desenvolvimento e fortalecimento da educação museal no país. Para mais detalhes, acesse a publicação.

 

Texto: Karolina Pavão

 

Serviço | 12ª Primavera de Museus – “Celebrando a Educação em Museus”

Data: 18 a 21 de setembro

Programação

18 a 20 de setembro
OFICINA | EDUCAÇÃO AMBIENTAL: A SUSTENTABILIDADE COMEÇA EM CASA
Inscrições: hcris@museu-goeldi.br
Informações: (91) 98111-1965
Local: Bosquinho do Campus de Pesquisa do Museu Goeldi
(Avenida Perimetral, 1901 - Terra Firme)

20 de setembro
SEMINÁRIO| EDUCAÇÃO EM MUSEUS: O MUSEU GOELDI E SEUS PARCEIROS
Horário: 8h30 às 12h
Local: Auditório Alexandre Rodrigues Ferreira, Parque Zoobotânico do Museu Goeldi

8h30 | Abertura
Dra. Ana Luisa Albernaz (Diretora do Museu Goeldi)

9h | Apresentação do Caderno da Política Nacional de Educação Museal 
Lúcia Santana (SEEDU/Museu Goeldi) e Msc. Thomaz Xavier (UEPA/ REM PA)

9h50 | Pesquisa e Extensão como potencializadoras de experiências pedagógicas em contextos museais 
Dra. Maria das Graças Silva (UEPA)

10h10 | Visitação em Parques Zoológicos: Educação Ambiental, Ecologia e Zoologia na Amazônia", no Parque Zoobotânico do Museu Goeldi Dr. Fabrício Lemos de Siqueira Mendes (UFPA)

10h30 | A Experiência do Biólogo como educador 
Luiz Videira (SEEDU/Museu Goeldi)

11h | As atividades do projeto Potencialização e valorização do saber do idoso: uma proposta socioeducativa para a terceira idade 
Filomena Secco (SEEDU/Museu Goeldi)

11h20 | Fala Tucunduba: Educação para participação social na Bacia Hidrográfica do Rio Tucunduba e sobre a Expedição Tucunduba
Micaela Valentim (Ame o Tucunduba)

11h40 | Trilhas e uso de dispositivos móveis em processos educativos no Museu Goeldi 
Joice Santos e Jéssica Brigido (SECOS/Museu Goeldi)

20 de setembro
EXPOSIÇÃO | “OS PROJETOS DE EDUCAÇÃO DO MUSEU GOELDI”
Horário: 9h às 17h
Local: Na frente do Auditório Alexandre Rodrigues Ferreira, 
Parque Zoobotânico do Museu Goeldi

20 e 21 de setembro
VISITA GUIADA | EXPOSIÇÕES E AQUÁRIO JACQUES HUBER
Dia: 20/09 (quinta-feira) 
Horário: 14h às 16h
Dia: 21/09 (sexta-feira)
Horário: 9h às 11h
Inscrições: nuvop@museu-goeldi.br
Local: Parque Zoobotânico do Museu Goeldi