Você está aqui: Página Inicial > Assuntos > Coleções > Arqueológica

Arqueológica

publicado 10/05/2018 16h48, última modificação 10/05/2018 16h48

A Coordenação de Ciências Humanas (COCHS) do Museu Goeldi é responsável pela salvaguarda das coleções de Antropologia, de Arqueologia e de Linguística, que além da sua relevância científica, têm grande importância sociocultural e política para os povos indígenas e comunidades tradicionais, pois são registros permanentes de suas memórias e modos de vida. As coleções arqueológica e etnográfica, reunidas até a década de 1950 foram registradas em 1940 no Livro do Tombo Arqueológico, Etnográfico e Paisagístico pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) como “Coleção arqueológica e etnográfica do Museu Paraense Emílio Goeldi”. As coleções estão abertas para a pesquisa de especialistas e dos povos indígenas e populações tradicionais mediante solicitação junto aos curadores.

Atualmente, o acervo arqueológico da Reserva Técnica Ferreira Mário Simões (RTMS) possui aproximadamente 120 mil objetos (inteiros e fragmentados) e aproximadamente 2 milhões de fragmentos procedentes de diversas regiões da Amazônia. A maior parte do acervo é formada por coleções de cerâmicas arqueológicas (vasilhas, urnas funerárias, estatuetas, etc.), contando também com artefatos líticos (como pontas de flecha, lâminas de machado, muiraquitãs, etc.), faianças, vidros, metais e materiais osteológicos – ossos humanos e animais. Estes são resultantes de pesquisas acadêmicas e preventivas, doações e de coleções em regime de comodato. Em conjunto, esses materiais nos contam em primeira mão como era a vida e a cultura dos povos que habitaram a Amazônia desde os tempos pré-históricos.

Curador:
E-mail:
Telefone: