Você está aqui: Página Inicial > Assuntos > Coleções > Biológicas > Botânica
conteúdo

Botânica

publicado 21/02/2018 11h16, última modificação 12/12/2018 18h12
Os estudos botânicos no MPEG inicaram em 1895, quando o naturalista suíço Jacques Huber criou o primeiro herbário da Amazônia, hoje cadstrado noIndex Herbariorum como Herbário MG. As primeiras amostras foram coletadasna região de Belém e arredores, mas a consolidação do MPEG como protagonista nos estudos sobre a flora amazônica no Brasil culminaram em um rápido incremento do acervo, com amostras de toda a região amazônica e também biomas vizinhos.
O acervo do Herbário MG é marcado pala contribuição de botânicos notáveis, como Adolfo Ducke, João Murça Pires, Walter Egler, Paulo Cavalcante, Nelson Rosa, Ricardo Secco, além de coletas históricas de Ernst Ule, Richard Spruce, Emíli Goeldi, Emília Slethlage, dentre outras.
Atualmente, estão disponíveis para o estudo neste herbário mais de 230.000 amostras de angiospermas, gimnospermas, pteridófitas, briófitas, fungos e líquens. Mais de 3.200 materiais-tipo de plantas vasculares, 96 de briófitas e 50 de fungos compõem este importante acervo. A coleção de tipos, incluindo imagens digitais em alta resolução, encontra-se disponível no website Global Plants (https://plants.jstor.org/) e na base de dados do Herbário Virtual do REFLORA (http://reflora.jbrj.gov.br/).
Agregadas ao Herbário MG, há outras coleções importantes, como a Xiloteca Walter Egler (ca. 7000 espécimes); uma coleção de plantas aromáticas (ca. 1000 espécimes herborizados); uma palinoteca (ca. 8000 lâminas palinológicas); uma carpoteca (ca. 2000 amostras de frutos); uma coleção de plântulas (ca.150 espécimes); e uma coleção de botânica econômica e etnobotânica (ca. 600 itens).
Atualmente o incremento da coleção é impulsionado por diversos projetos de pesquisa voltados ao conhecimento da biodiversidade da Amazônia, com
envolvimento expressivo de alunos desenvolvendo dissertações e teses vinculadas aos programas de pós-graduação do MPEG.
O Herbário MG oferece à sociedade serviços como auxílio para identificações botânicas e recebimento de amostras-testemunho de estudos técnicos, muitas vezes coletados em áreas já suprimidas por grandes empreendimentos; realiza permuta de duplicatas com diversos herbários nacionais e internacionais, além de empréstimos, que são concedidos mediante consulta prévia à curadoria.

 

Acervo

Curador: Pedro L. Viana ()
Telefone: (91) 3217-6078