Você está aqui: Página Inicial > Assuntos > Visitação > Café do Museu Goeldi

Café do Museu Goeldi

publicado 07/12/2018 16h46, última modificação 07/12/2018 16h46

O espaço reúne livraria, loja e cafeteria no prédio histórico onde funcionava o laboratório fotográfico da instituição nas primeiras décadas do século XX, sob o comando do artista alemão Ernst Lohse.

O projeto do Café do Museu busca compartilhar o conhecimento científico; promover a interação de saberes; valorizar culturas, recursos e ambientes amazônicos; qualificar a produção regional; estimular a economia criativa com a apropriação, pelos criadores e consumidores, dos resultados de estudos científicos do Museu Goeldi.

Todos os produtos da loja e livraria são avaliados por um Conselho de Curadores, que hoje conta com a economista e advogada Benedita Barros (presidente), a geóloga Maria Emília Sales, a ecóloga Regina Oliveira, a arqueóloga Helena Lima, a antropóloga Claudia López, a jornalista Joice Santos, o educador Luiz Videira e o economista Oswaldo Braglia Jr.

Atualmente, a rede de criadores do Café do Museu Goeldi é formada por 40 produtores, entre povos indígenas, populações tradicionais, artesãos e designers.

A viabilização deste projeto foi em parceria com o ProGoeldi, coordenado pelo Instituto Peabiru. O gerenciamento da Loja e Livraria está com a Samaúma Artesanato e a Cafeteria com a Me Gusta Creamery.

Parte de todo produto adquirido no Café reverte para um fundo apoio para manutenção do Zoobotânico do Museu Goeldi, o mais antigo parque instalado na Amazônia destinado a educação e divulgação da ciência. Em 2018, o Museu Paraense Emílio Goeldi completou 152 anos de existência e seu parque 123 anos.

 

Horário de funcionamento do Café

Terça a domingo, de 9h às 12h e 14h às 17h

Localização

Parque Zoobotânico, localizado na Av. Magalhães Barata, 376, São Brás, Belém – Pará – Brasil. No interior do Parque, o Café do Museu está situado logo atrás da Rocinha, ao lado do Laguinho do Tambaqui.

 

COLEÇÃO AVES DA AMAZÔNIA

Primeira coleção autoral do Café do Museu, baseada no Álbum de Aves Amazônicas, publicação de Emílio Goeldi com ilustrações de Ernst Lohse, ambos pesquisadores da instituição no início do século XX. E teve a consultoria científica do historiador Nelson Sanjad e da ornitóloga Maria Luiza Videira Marceliano.

As peças são de autoria dos 12 criadores que participam da rede de artistas da loja do Café do Museu. São mais de 50 produtos originais, como joias, biojoias, vestidos, camisas, batas, lenços, saias, faixas, bancos, caixas, marcadores de livros, cadernos, agendas, quadros, bottons, imãs e brinquedos.

Confira as primeiras peças no catálogo virtual da Coleção Aves da Amazônia. A coleção é uma realização do Museu Goeldi e Samaúma Artesanato, com apoio do ProGoeldi.