Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Acordo de cooperação para pintura do Parque Zoobotânico
conteúdo

Agência de Notícias

Acordo de cooperação para pintura do Parque Zoobotânico

ProGoeldi, Susipe e Propaz firmam convênio em benefício do Museu Goeldi. Reeducandos custodiados pela Susipe serão capacitados para realizar a pintura dos muros, prédio­s e recintos do Parque do Goeldi. As tintas e kits de pintura serão doados pelo projeto Tudo de Cor pra Você, das Tintas Coral
publicado: 13/01/2016 16h00, última modificação: 23/02/2018 14h53

Agência Museu Goeldi – Em junho, o ProGoeldi dará mais um passo importante em direção às comemorações dos 150 anos do Museu Goeldi. O programa da sociedade civil gerenciado pelo Instituto Peabiru firmará um Termo de Cooperação com a Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado do Pará (Susipe) e com o programa Pro Paz, ambos ligados a Secretaria de Promoção Social do Governo do Pará, na próxima quinta-feira, 16, às 10h. O convênio viabilizará mão-de-obra para a pintura da fachada, dos prédios e de alguns recintos de animais do Parque Zoobotânico do Museu Goeldi e, em contrapartida, os reeducandos da Susipe serão capacitados por equipes da Coral e do Museu Goeldi.

A ação faz parte do projeto de revitalização do Parque, proposto pelo Programa Museu Goeldi 150, que conta com a ajuda do ProGoeldi na mobilização de recursos para realização das atividades comemorativas do sesquicentenário do Museu Goeldi.

Segundo Oswaldo Braglia, gestor do ProGoeldi no Instituto Peabiru, “a falta de recursos nos torna criativos. Nós tínhamos uma situação em que conseguimos as tintas, mas não tínhamos como viabilizar a pintura do Museu, então nós procuramos dentro dos nossos possíveis parceiros uma forma viabilizar isso”, conta. A Secretária Extraordinária de Integração de Políticas Sociais, Izabela Jatene, foi contatada e percebeu que havia na parceria oportunidades de agir em benefício da coletividade.

Madrinha do ProGoeldi, a cantora paraense Fafá de Belém estará presente na assinatura do acordo de cooperação, bem como o diretor do Museu Goeldi, Nilson Gabas Jr.; o presidente do Pro Paz, Jorge Bittencourt; o Superintendente da Susipe, André Luiz de Almeida; a Secretária Extraordinária de Integração de Políticas Sociais, Izabela Jatene e demais convidados.

Pintura - Um grupo de 10 reeducandos custodiados pela Susipe será contratado para a realização da pintura. Eles cumprem pena em regime semiaberto e receberão uma bolsa simbólica e vale-transporte fornecidos pelo Pro Paz, além de alimentação fornecida pela Susipe.

Para realizar o trabalho, os internos passarão por um curso de capacitação de pintores ofertado pelo projeto Tudo de Cor Pra Você, das Tintas Coral, que também fez a doação de tintas e kits de pintura. A equipe de trabalhadores da Susipe também receberá capacitação do Museu Goeldi quanto a estrutura e os propósitos do Museu Goeldi, especialmente o funcionamento do Parque Zoobotânico.

Além da profissionalização, os internos têm a possibilidade de redução da pena, pois três dias de trabalho correspondem a um dia a menos na penalidade. Após a jornada diária, os internos retornarão ao Centro de Progressão Penitenciária de Belém.

Para o Assessor de Projetos Especiais da Susipe, Ércio Teixeira, o órgão “está cumprindo um papel primordial na vida da pessoa presa, pois ao reintegrá-la há a perspectiva de retomada de vida e recomeço ao sair do cárcere, e é isso que a gente sonha e busca como ideal para eles. Que eles ao retornarem ao nosso convívio, também criem esse hábito por trabalho, por buscar a cidadania. E a gente percebe que muitos deles têm essa vontade, esse apego pelo trabalho”, disse.

Para Maria Emília Sales, coordenadora de Comunicação e Extensão do Museu Goeldi, o projeto reafirma os valores da instituição. “A proposta vem ao encontro da missão institucional Goeldi e é importante pela questão do resgate da cidadania para o reeducando que estamos trazendo para participar do nosso projeto”, finaliza.

Texto: Mayara Maciel