Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Premiação para projetos em tecnologia da informação para biodiversidade
conteúdo

Agência de Notícias

Premiação para projetos em tecnologia da informação para biodiversidade

Jovens pesquisadores, alunos de mestrado e doutorado, podem inscrever até o dia 10 de julho no Sistema de Informação Para a Diversidade Brasileira - SiBBr
publicado: 01/07/2016 13h00, última modificação: 15/02/2018 16h27

Agência Museu Goeldi - A Plataforma Global de Informação sobre Biodiversidade (GBIF) abriu seleção para premiar projetos de inovação científica em tecnologia da informação para biodiversidade. No Brasil eles serão selecionados pelo Sistema de Informação sobre a Biodiversidade Brasileira (SiBBr), parte da rede global de sistemas de informação em biodiversidade que reúne dados de várias partes do mundo.

O prêmio está direcionado para alunos de pós-graduação.  Os interessados têm até o dia 10 de julho para enviar os projetos de pesquisa, em inglês, para o SiBBR/MCTI, pelo e-mail sibbr@sibbr.gov.br. Cada projeto vencedor - um de mestrado e outro de doutorado - irá receber um prêmio 4 mil euros. O resultado será anunciado no 23º Congresso de Governança, que acontece pela primeira vez no Brasil em outubro, em Brasília.

SiBBr – O SiBBr foi lançado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação – MCTI como uma plataforma digital que acumula os dados existentes sobre a biodiversidade brasileira. O sistema permite que as informações nele presentes sejam inseridas no mapa da biodiversidade mundial. ”O SIBBr é um ponto de acesso comum para todas as instituições brasileiras”, explica o chefe do Serviço de Tecnologia da Informação do Museu Emílio Goeldi (MPEG), Dr. Marcos Paulo Sousa, um especialista no campo da TI aplicada a biodiversidade. O Museu Goeldi participa ativamente da consolidação da plataforma, que ainda no início de 2016 somava 6.302.615 registros.

No MPEG - Para Ana Vilacy Galúcio, coordenadora de Pesquisa e Pós-Graduação do MPEG, a integração dos dados do Museu Goeldi ao SiBBr representa um etapa importante para a instituição, por compartilhar as informações de suas coleções aos sistemas brasileiro e mundial de informações sobre biodiversidade. O Museu Goeldi é uma das três maiores instituições detentoras de coleções científicas do país, com aproximadamente 4,5 milhões de itens tombados em 18 coleções científicas,  que incluem coleções etnográficas, arqueológicas, linguísticas, de minerais e fósseis, documentais, e biológicas.

O MPEG tem “mais de 2 milhões de registros biológicos que envolvem acervos botânicos, de vertebrados, invertebrados e também paleontológicos” explica Dr. Cleverson Rannieri Meira dos Santos, biólogo do Goeldi e responsável pelo SiBBr na instituição. O mapeamento e o fato dele ser disponibilizado online contribui para que as informações sobre o bioma amazônico possam ser acessadas no mundo inteiro. Dessa forma o conhecimento que é produzido no Museu Goeldi tem maior alcance na rede científica nacional e internacional.

Serviço -

Prêmio Jovens Pesquisadores

Projetos de inovação científica (tecnologia da informação para biodiversidade)

Inscrições até o dia 10/07 pelo email sibbr@sibbr.gov.br

Mais informações: http://www.sibbr.gov.br/internal/?area=comunicacao&subarea=noticias&suba...

Texto: Juliana Araujo.