Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Projeto Arqueológico Carajás realizará oficina de linguagem audiovisual
conteúdo

Agência de Notícias

Projeto Arqueológico Carajás realizará oficina de linguagem audiovisual

Oficina gratuita convida a um primeiro contato com o cinema e vídeo
publicado: 09/08/2016 09h00, última modificação: 16/02/2018 17h52

Agência Museu Goeldi – O Projeto Arqueológico Carajás (PACA) realiza, nesta quinta-feira (11), uma oficina de iniciação a linguagem audiovisual. O curso acontecerá pela manhã e tarde no Campus de Pesquisa do Museu Paraense Emílio Goeldi (MPEG), no bairro da Terra Firme, em Belém. Ao todo, serão oferecidas 40 vagas gratuitas e abertas ao público em geral.

As inscrições devem ser feitas pelo e-mail simposiopaca@gmail.com e encerram quando acabarem as vagas. No turno da manhã, a oficina acontecerá de 10h às 12h e, pela tarde, de 14h às 16h. O curso é indicado a estudantes, professores e profissionais interessados em arte, multimídia, som e vídeo.

As aulas serão conduzidas por Fábio Hassegawa, graduado em artes visuais e tecnologia pela Universidade da Amazônia (Unama) e bolsista PCI/MPEG pelo Projeto Arqueológico Carajás. A programação abordará a história do vídeo, tecnologia e linguagem e vai contar com exercícios de filmagem e projeções de vídeos que servirão de base para as discussões sobre o tema.

“A oficina de iniciação ao vídeo surge a quem tem interesse em ter o primeiro contato com o cinema e vídeo e a democratização desse conhecimento, possibilitando vislumbrar uma nova vocação em crescentes produtoras audiovisuais, sites, web-rádio, além dos veículos tradicionais ou simplesmente o estimulo da criatividade”, afirma a organização do evento.

PACA – O audiovisual é uma das vertentes do Projeto Arqueológico Carajás (PACA), iniciativa do Museu Goeldi. As pesquisas arqueológicas em Carajás tomaram impulso em 1983, quando o Conselho Nacional de Pesquisa (CNPq), o Museu Goeldi e a Companhia Vale do Rio Doce (CVRD) firmaram um convênio para estudar os impactos ambientais causados pela exploração de minério na região. Na época, a equipe de Arqueologia do Museu desenvolveu um subprojeto de salvamento arqueológico para preservar elementos da memória pré-histórica da região.

Serviço

Oficina de Iniciação a Linguagem Audiovisual

Data: 11/08/16 (quinta-feira)

Horário: Manhã – 10 h às 12 h; Tarde – 14 h às 16 h

Local: Sala 07 do Auditório Paulo Cavalcante (Museu Paraense Emílio

Goeldi, Avenida Perimetral, Terra Firme, n° 1901).

Vagas: 40 (20 por turno)

Carga horária: 2 horas

Inscrições: pelo e-mail simposiopaca@gmail.com